19:59 pm - segunda-feira, 16 outubro , 2017

Incógnita quanto a morte da santista que trabalhava no Navio Costa Mágica:dizem que ela saltou do navio ,mas familiares querem ver as imagens das câmeras de segurança…

Publicado Por | 04/06/2012 | 0
N_123333565651

 

Segunda-feira, 4 de junho de 2012 – 12h28

Costa Magica

Família de tripulante quer ver imagens das câmeras de segurança do navio

Atualizado às 15h55

A família da tripulante Laís Santiago não acredita que a jovem, que trabalhava como assistente de garçom no navio de cruzeiros Costa Magica, tenha se jogado ao mar. A madrinha de Laís, Vânia do Nascimento Lima, disse que aguarda a divulgação das imagens das câmeras de segurança da embarcação para ter certeza do que realmente ocorreu.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a Capitania dos Portos de Catania comunicou oficialmente o consulado geral do Brasil em Roma que as câmeras internas do navio registraram a jovem Laís Santiago subindo ao convés e se atirando ao mar, após minutos de hesitação, às duas horas de sábado.

Horas antes do comunicado, em entrevista coletiva à imprensa, a madrinha da jovem disse que Laís era “muito alegre, determinada e gostava de trabalhar em navio”. Era o segundo contrato da santista com a operadora.

“Já ligaram perguntando isso, mas nem em sonho passa pela nossa cabeça. Alguma coisa aconteceu”, disse a madrinha.

Créditos: Alberto Marques

Madrinha da tripulante, Vânia do Nascimento Lima, falou sobre o desespero da família

Ela também queixou-se da demora em receber informações por parte da Costa Cruzeiros, operadora do navio, da Infinity Brazil, empresa que realiza recrutamento de tripulantes para navios, e do Itamaraty.

Sobre o susposto namorado indiano, a tia informou que eles desconhecem o relacionamento. O que sabem, segundo informações da própria jovem, quando retornou ao Brasil de seu primeiro contrato com a Costa Cruzeiros, é que um tripulante indiano estava apaixonado por Laís. Vânia relatou que a família procurou possíveis indícios do relacionamento, como mensagens, contatos na agenda, mas nada foi encontrado. A única informação que os familiares tiveram foi que o indiano estaria a bordo do navio com a jovem.

A madrinha de Laís ressaltou que o último contato da jovem com a mãe foi no dia 23 de maio. Na oportunidade, a tripulante informou que retornaria ao Brasil dia 28 de junho, apesar do contrato terminar apenas em dezembro. Laís não relatou o motivo do retorno.

Emocionada, a mãe de Laís, segurando a foto da jovem disse: “Tenho fé que terei uma resposta. O corpo da minha filha tem que aparecer, viva ou morta”.

Procurada, a Costa Cruzeiros informou que aguarda um comunicado oficial da Itália para se manifestar sobre o desaparecimento da tripulante.

Créditos: Alberto Marques

Emocionada, mãe de Laís Santiago mostra a foto da filha


O caso

Os familiares da tripulante foram informados do fato no último sábado, por volta das 15 horas, pela empresa Infinity Brazil, que realiza recrutamento de tripulantes para navios. Laís estaria desaparecida desde as 18 horas de sexta-feira, após a constatação de que ela não estava no seu posto de trabalho.

De acordo com a nota oficial da Costa Crociere, o fato foi registrado às 9h30 deste sábado, quando o navio estava ancorado no porto de Catânia, na Itália. A Guarda Costeira do país rastreou o trajeto feito pelo navio para tentar encontrar pistas do paradeiro de Laís.

“Inúmeras buscas foram realizadas pela tripulação após a constatação de que a brasileira não estava no seu posto de trabalho.”, diz a nota. A companhia ainda reitera que “segundo os procedimentos oficiais, o centro de operações e os agentes portuários informaram o caso às autoridades locais. Foram efetuadas buscas também nas imediações do porto de escala”.

O Costa Magica deixou Catânia, na Itália, às 15h45 deste sábado, liberado pelas autoridades locais, com destino à Nápoles, conforme seu itinerário prévio.

De acordo com publicação no portal de notícias italiano IlMattino, a Guarda Costeira de Catânia está coordenando o rastreamento da rota de mar seguida pelo navio. O Itamaraty, por meio da assessoria de imprensa, informou que foi avisado pela Capitania dos Portos de Catânia a respeito do caso.

Segundo o órgão, o consulado brasileiro em Roma está acompanhando as investigações que estão a cargo das autoridades italianas.

email
Categoria: Artigo, Principal

Sem Comentários ainda.

Deixe seu Comentário