16:13 pm - quinta-feira, 19 outubro , 2017

Arquiteta dá dicas de iluminação para ambientes internos

Publicado Por | 07/01/2013 | 0
Denise_Barretto_Iluminacao2

A arquiteta Denise Barretto – profissional que atua há mais de 20 anos na área em projetos residenciais, corporativos e comerciais dentro de uma linha original e contemporânea –, apresenta diferentes maneiras de iluminar ambientes internos durante a 4ª edição da mostra Artefacto Beach & Country, com exposição do projeto Family Room de Campo. A mostra teve início em novembro desse ano, e possui duração aproximada de 11 meses.

O Family Room de Campo conta, além de abajures da própria Artefacto, que criam um efeito relaxante de luz indireta, com luminárias embutidas no forro de gesso e pendentes bossa. Este último, ganhador de importantes prêmios do mundo, como o IF Gold Awards e o Red dor Best of the Best, e assinado pelo designer Fernando Prado, conhecido por desenvolver peças que proporcionam interação com o usuário.

As luminárias embutidas no forro de modelo NO FRAME, da Lumini, foram a solução para o alcance de um acabamento limpo, sem elementos sobrepostos, pois a principal característica desses produtos é a fixação sem moldura. “Desta forma, a fonte de luz ficou oculta, e vemos somente a claridade nascendo do forro.” destaca a arquiteta.
Denise Barretto recomenda a utilização de luz embutida sempre que houver forro em gesso, ou outro material que permita corte, afastado da laje, e com a finalidade de criar um efeito de iluminação de cima para baixo.

Os pendentes bossa, em formato mini, também da Lumini, são luminárias que permitem obter fachos de luz em direções diferentes, tanto para cima quanto para baixo, indicadas para ambientes em que há necessidade de iluminação alternada, além da possibilidade de equilibrar a abertura para os dois cursos e obter um resultado difuso. A arquiteta optou por esse produto com o intuito de criar um interesse visual forte na região de instalação, e equilibrar a luz entre as duas laterais do sofá, pois a outra já é iluminada por um dos abajures da Artefacto.

Denise ressalta que a temperatura da luz defini sua cor, e interfere definitivamente no clima do espaço. Para um ambiente mais quente e aconchegante, o mais recomendado é uma iluminação amarelada, ou seja, de temperatura mais baixa – opção da arquiteta para o Family Room de Campo, com lâmpadas de 3000k, que aliado ao revestimento utilizado nas paredes e no forro, obteve um resultado extremamente confortável.

Outra dica importante é elaborar o projeto de iluminação junto com o layout do ambiente, pois estão intimamente ligados. www.denisebarretto.com.br.com.br

email
Categoria: Brasil, LEIA TAMBÉM:

Sem Comentários ainda.

Deixe seu Comentário