02:01 am - terça-feira, 17 outubro , 2017

Petrobras e Instituto Polis pedem parceria de PG para diagnóstico regional

Publicado Por | 10/02/2012 | 0

Programa de Desenvolvimento Regional deve ser elaborado para nortear investimentos

 Representantes da Petrobras e do Instituto Polis (ong especializada em políticas sociais) apresentaram nesta quinta-feira (9) ao prefeito de Praia Grande o Programa de Desenvolvimento Sustentável para o Litoral de São Paulo, que envolverá a participação de 13 municípios, de Peruíbe a Ubatuba. A reunião contou também com a participação do vice-prefeito e secretário de Assuntos Metropolitanos e da secretária de Planejamento.

        Para elaboração do projeto, o instituto vai elaborar um  Diagnóstico Urbano Sócioambiental. Para isso, pediu apoio da Administração Municipal através de fornecimento de dados sobre a Cidade.

O prefeito de Praia Grande explicou que a Administração está aberta a parcerias e destacou a necessidade do crescimento ordenado. “Praia Grande é nova e se desenvolve muito rápido. Somos parceiros da Petrobras, mas é importante descentralizar os investimentos e abrangê-los para todas as cidades da região. Não adianta apenas uma cidade receber benefícios e as outras ficarem com o ônus. Não queremos que Praia Grande se torne Cidade dormitório, porque temos muito potencial para receber estas grandes empresas que, consequentemente, vão gerar empregos”, disse.

Segundo o representante da Petrobras, Waldir Ramalho, com a instalação de bases e escritórios da Petrobras na região, o estudo é fundamental. “A Petrobras vem se instalando na região. Até então tínhamos o histórico da refinaria em Cubatão e os terminais São Sebastião e Alemoa. Hoje temos a primeira base de tratamento de gás

em Caraguatatuba, já proveniente dos novos investimentos na região. Por conta disso precisamos reconhecer, identificar em que realidade estamos atuando. Este é um investimento da Petrobras nessa região, tentando identificar as potencialidades e com os resultados deste estudo contribuir para que as prefeituras e toda região consiga se desenvolver. Para elaborar o diagnostico é preciso falar com  quem conhece e comanda o Município. Com a contribuição da Administração Municipal encurtaremos o tempo”.

O coordenador do Instituto Polis, Nelson Saule Junior,  o Diagnóstico deve ser concluído até julho deste ano e a previsão é de que o Programa seja entregue em agosto de 2013. “Já passamos por Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, São vicente, Ubatuba, caraguá, Ilhabela, Bertioga e São Sebastião. Hoje estaremos em Santos e amanhã em Cubatão. Para o trabalho ser desenvolvido é importante constituir uma parceria com todos os municípios. O disgnóstico dará enfase para temas como infraestrutura urbana, politicas relacionadas ao uso e ocupação do solo no Município e mobilidade urbana”.

email
Categoria: Economia, Litoral Sul, Petróleo e Gás

Sem Comentários ainda.

Deixe seu Comentário